Como falar sobre dinheiro sem brigar?

Como falar sobre dinheiro sem brigar?
28 mar 2021

Conversar sobre dinheiro, dividir as despesas do mês, organizar os gastos individuais etc. pode se tornar um grande problema quando o casal não sabe a forma adequada de abordar esse assunto. É fundamental que o “gelo seja quebrado” e que esse tema se torne natural para os cônjuges. Assim, ficará mais fácil conversar sobre as finanças. Contudo, como fazer isto?

A individualidade financeira de cada um precisa ser respeitada, porque não será toda a renda que terá como destino os gastos comuns ao casal. Por isso, é valoroso buscar compreender quais são as prioridades de ambos e valorizar os planos individuais, de modo que os parceiros possam se acolher e se incentivar.

Além disso, é essencial que seja determinado quem irá arcar com quais despesas mensais. Pode ser interessante que aquele que tenha uma renda maior fique com valores maiores, mantendo a proporcionalidade.

O importante é que o canal de conversação sobre o que já foi estabelecido esteja sempre aberto, e que os acordos entre o casal sejam maleáveis. Dessa forma, os cônjuges conseguem se organizar sempre da melhor forma, de acordo com as necessidades de cada momento.

Com relação aos planos para o futuro, pode parecer que não sobrará dinheiro após os gastos mensais serem quitados. Entretanto, o que irão ajudar são o bom planejamento e a garantia que ele seja feito de uma forma que favoreça os dois parceiros. Para isso, precisam trocar ideias, pois a participação de ambos é fundamental para a melhor escolha e decisão de prioridades.

É possível que combinem de cortar algum gasto individual por alguns meses, ou que reduzam os que são feitos em conjunto. Enfim, é determinante que o diálogo seja utilizado, para que possam expressar o que é viável para cada um.

É valoroso se atentar para o excesso de cobranças mútuas. Lembrar que ambos estão juntos e com propósitos comuns os auxilia para que não seja esperado que somente um dos cônjuges se esforce para o bem comum do casal.

Share

Ana Carolina Morici
Ana Carolina Morici

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *